Publicado por: Denis Luque | 03/12/2008

Tenha a Santa Paciência!

santa-pacienciaNão vou reclamar. Também não perdi a paciência com alguém ou com algum serviço mal prestado, nem com o trânsito caótico da megalópole São Paulo, nem com o governo, nem com nada. Vim apenas falar sobre a tal da paciência.

Uns dizem que paciência é uma virtude, um dom, uma capacidade, uma caridade. Outros dizem que ela é uma educação, um treino, uma atitude humanista, uma escolha. A paciência talvez seja uma santa, a Santa Paciência. Ela é a ideologia dos relacionamentos humanos e do auto-conhecimento, venerada e cultuada, alvo de reflexões e meditações. Mas a verdade é: a paciência não existe!

Nascemos todos, instintivamente, impacientes. Quando bebês, choramos, impacientes, porque temos fome e não queremos esperar. A criança não quer esperar, impaciente, para ganhar aquele brinquedo somente no dia do aniversário. Quando nos tornamos adultos… nem preciso lhe dizer o quanto somos impacientes com o cotidiano. É nosso instinto natural, inegável, tangível, escancarado. Dia após dia vivemos a definição de impaciência: pressa, precipitação, irritação. Eis, então, que percebemos a necessidade do controle sobre a impaciência, nata, para podermos melhorar a convivência com as pessoas, a qualidade de vida, baixar o nível de estresse, direcionar melhor nossas energias e conseguir todas as conquistas que o controle sobre este instinto pode proporcionar. Portanto, a impaciência, sim, é que existe!

Quando alguém lhe diz “Calma, tenha paciência”, é porque sua impaciência escancarou-se diante de todos. E antes mesmo que ela se escancare, se você diz a si mesmo “Calma, tenho que ter paciência”, é porque você já está irritado, ansioso, apressado. Apenas está usando de seu auto-controle para não externar algo natural do instinto que todos temos. Quando se pensa na tal da paciência, é como rogar a uma santa que lhe mande ajuda, pois você está prestes a agir de uma maneira que não gostaria. “Paciência…” é mais que um pedido, mais que uma prece. É um chamado, uma invocação a uma entidade que se santificou com o poder milagroso de salvar-lhe a pele num momento em que seu subconsciente jura que uma atitude catastrófica está por acontecer. Portanto, contra os males da impaciência, tenha a Santa Paciência!

                       Denis Luque

Anúncios

Responses

  1. Nossa Denis… levei um grande susto com o email que recebi sobre o post! Achei que era uma grande bronca!! Ufa!! Fiquei aliviada quando vi que era um convite para ler esse post tão legal!! Realmente a impaciência é um mal que é inato mesmo! Concordo que a vida é uma constante tentativa de se tornar mais paciente, e esta Santa na maioria das vezes se encontra mais presente que outras…Mas é isso aí!! Gosto muito das coisas que você escreve…Você se mostra muito intelectualizado e boa pessoa!! Espero um dia poder conhecê-lo assim como conheci seu irmão que é uma pessoa muito especial!! Vou vê-lo na segunda na band, se puder apareça! Um abração

  2. (Aplausos) Esse seu pensamento sobre a paciência merece o Prêmio Nobel de pensamentos expressos em blogs.
    Concordo totalmente com seu post meu caro Denis, a paciência não existe.
    Então BeijoMeEscreve um post!

    Ahh.. tô virando fã da familia Luque toda.

  3. Se pensarmos q a paciencia eh uma santa, concordo q ela nao exista mesmo!
    A paciencia vejo em todas atividades e relacionamentos humanos. A paciencia esta ligada muito ao nosso “EU”, nosso tempo, nossa forma de julgar, sem as vezes ouvir com atencao, entender, enfim. Esquecemos q nao estamos sozinhos nesse mundo, precisamos administrar melhor o tempo.
    Acho q instinto para descrever paciencia parece muito discreto. Paciencia sim eh o poder de triunfar fazendo do tempo o seu aliado. E ha tempo pra tudo, ja dizia o sabio rei Salomao, alguns exemplos… ha tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de colher; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria; tempo de falar e tempo de estar calado; tempo de guerra e tempo de paz!
    Mas como explicar uma essencia divina!
    Hoje so conheco a paciencia, pela falta q senti dela, mas ela esta ai.
    Muito bom esse tema primao e eh otimo poder participar tb.

    Jorge Brugos

  4. Denis!!! Incrível seu texto!!
    E nem com toda a nossa impaciência o mundo age de forma diferente ou as coisas acontecem mais rápido. Tudo fica igual e nós impacientes.
    Beijos!

  5. Oi Denis, fiquei sua fã desde que o conheci, entre trilhas e escorregões e como já falei outras vezes, você manda muito bem nesse mundo das letras. Sua maneira de ver e perceber as coisas é incrível.
    Parabéns por mais este talento.
    Bj

    Tereza

  6. Grande Denis. Agora enveredando por temas abstratos. Adorei, tanto quanto. Voce não pára de surpreender.
    Saudações São Paulinas
    Claudio

  7. Na hora lembrei da personagem da Grace, no Terça Insana. Vou recorrer a essa santa quando ouvir bobagens dos alunos: Contra os males da impaciência, tenha a Santa Paciência e perdoai a Santa Ignorância! (Perdoa Deus, hahaha)
    Amém, ops… Abraço.

  8. Bravíssimo! \O/


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: